Adote uma Praça

Vamos começar o novo ano e entendo que as nossas ações podem transformar o mundo que vivemos.

O programa “Adote uma Praça” (agora com este nome) vem de uma ação antiga da prefeitura de São Paulo. Desde o tempo que o prefeito era o Mário Covas, na década de 1980, seu avô já fazia grandes projetos, envolvendo a iniciativa privada e o sistema público. No início desta ação, foram plantadas mais de 100.000 árvores. 

Vejo sempre na população a vontade de implementar ações de restauro, ou até mesmo de querer cuidar, ter um “playground” para suas crianças, mas não sabem como fazer e nem com quem podem ser feitas as solicitações. 

Muitos munícipes bem intencionados, de forma equivocada, plantam árvores alienígenas à nossa região, até mesmo de nosso país, não seguindo recomendações de plantio instituídas pela prefeitura. Seguindo a mesma linha, no passado, muitos plantaram árvores frutíferas, como o abacateiro e a jaqueira, criando um imenso problema para os frequentadores destes locais públicos, já que os frutos podem cair nas pessoas e causar ferimentos.

Nesta nova fase, o decreto 57.583, de 23 de janeiro de 2017, instituiu o programa “Adote uma Praça”:

Art. 1º Fica instituído o Programa Adote Uma Praça, com o objetivo de viabilizar ações do Poder Público Municipal e da sociedade civil visando o aprimoramento de serviços de manutenção e zeladoria, bem como a conservação, execução e manutenção de melhorias urbanas, ambientais e paisagísticas de praças e de áreas verdes do Município com área de até 10.000m² (dez mil metros quadrados), sob exclusiva administração das Prefeituras Regionais.

Este programa pode ser adotado pela sociedade civil, por pessoas físicas e jurídicas, necessitando das documentações básicas para realizar a ação. Há um período máximo de adoção, com validade de três anos, contados da data de assinatura. A renovação não é automática, e deverá seguir novamente o trâmite proposto pelo edital vigente no período de interesse.


Até março de 2019, foram adotadas 1.118 praças, com este objetivo de desburocratizar os processos de adoção. A prefeitura quer a adoção de 5.000 áreas verdes durante o período da gestão, que finda em 2020.


Vendo pelo viés econômico, é uma grande ação de economia para as Prefeituras Regionais. Porém, o mais importante é trazer a comunidade para dentro do interesse social, de ter um espaço cuidado pela vizinhança, com ações locais nas atividades culturais, ambientais e na integração das crianças com a natureza. 


Fazer parte deste cuidado, “Adotando uma Praça”, é a melhor integração homem, cidade e natureza, onde a praça é uma ilha de natureza, no meio de tanto concreto e pavimentos, um respiro para a nossa humanidade interior.


Isso tudo para entendermos que o bem público é de todos nós.

Gregor Osipoff
Gestor Público
Secretário de Formação - PV Municipal    
Dirigente Municipal e Estadual PV

Política de Privacidade

Contato

Av. Nove de Julho, 3786 - Jardim Paulista, São Paulo - SP, 01406-000, Brasil

AVATAR PV NEGATIVO.png

PV Nacional: www.pv.org.br