Mudanças Climáticas e os Enxames de Gafanhotos

Vários riscos climáticos estão surgindo em um planeta em rápido aquecimento e é provável que surtos de gafanhotos sejam mais um alerta das consequências das mudanças climáticas. Essas mudanças tornam os eventos climáticos extremos mais frequentes e mais intensos. Em maio a revista científica Nature* publicou um alerta feito por um grupo de cientistas e economistas onde eles sugerem que embora os riscos sejam diferentes de região para região, “eles devem ser vistos como um sinal preocupante do que está por vir em países de todo o mundo.” Desde de fevereiro, países da África e Oriente Médio vêm sofrendo com o surto de gafanhotos, exacerbado pelas mudanças climáticas. Nova Deli na Índia, está em estado de alerta máximo devido a nuvem de gafanhotos que está na zona rural do Paquistão. O Brasil está monitorando o movimento desses insetos no sul do país. Temperaturas mais altas, interação oceano-atmosfera, que causam variabilidade climática, criam condições para que gafanhotos se propaguem. Espécies de gafanhotos (Orthoptera: Acrididae) são uma grande ameaça à segurança alimentar em todo o mundo. Seus surtos ocorrem em todos os continentes, exceto na Antártica. Os gafanhotos são caracterizados por sua voracidade, polifagia e capacidade para migrações de longa distância. Décadas de pesquisa revelaram que possuem uma bioecologia muito complexa, que normalmente habitam áreas remotas e pouco povoadas, e seus intervalos de distribuição geralmente se espalham pelos continentes. 


Eles existem em dois estados inter-conversíveis e dependentes da densidade, ou "fases”. Sob baixas densidades populacionais, os gafanhotos vivem na “fase solitária” interações sociais pouco frequentes e comportamento sedentário. Em altas densidades, os gafanhotos se desenvolvem na "fase gregária", por suas altas taxas de fecundidade e reprodução. Nas regiões tropicais e subtropicais, os gafanhotos se desenvolvem continuamente e produzem de duas a quatro gerações por ano, que marcham em "bandas de funil" coesivas. Porém eles são um componente essencial dos biomas de pastagens em todo o mundo, particularmente nas regiões áridas. Em densidades populacionais médias, são benéficos para o ecossistema de pastagens, estimulando o crescimento das plantas, facilitando ciclagem de nutrientes e desempenhando papéis vitais nas redes alimentares. No entanto, em desequilíbrio, podem se tornar em pragas transcontinentais devastadoras e trazer grandes ameaças para a agricultura. As condições dos fatores ambientais como temperatura, ventos, umidade e nível de precipitação são variáveis importantes na dinâmica das populações dos gafanhotos, influenciando seu desenvolvimento. Apesar do progresso evidente na compreensão do comportamento dos gafanhotos, nossa capacidade de prever e gerenciar surtos desses insetos permanece insuficiente. Portanto se faz necessário ampliar o conhecimento sobre a biodiversidade à luz das mudanças climáticas.

 

Dra Gleby Almeida

 

 

Confira o PDF com o artigo na íntegra:

 


 

Política de Privacidade

Contato

Av. Nove de Julho, 3786 - Jardim Paulista, São Paulo - SP, 01406-000, Brasil

AVATAR PV NEGATIVO.png

PV Nacional: www.pv.org.br