Onda de calor faz explodir o número de pernilongos em SP


A cidade de São Paulo já enfrenta consequências das mudanças climáticas.

O verão ainda não chegou, mas os termômetros já esquentaram em pleno inverno e a onda de calor fez explodir o número de pernilongos mais cedo este ano, que incomodam os moradores das proximidades do rio Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

Infestação de pernilongos assola Jardim Paulistano e combinação de dengue e covid-19 preocupa moradores.

A infestação sazonal de pernilongos no Jardim Paulistano, na zona oeste de São Paulo, já é uma velha conhecida dos moradores do bairro. Este ano já chegou, mesmo sendo inverno. E desta vez preocupa mais, já que a cidade também é afetada pela pandemia da covid-19, uma doença que se agrava para quem apresenta comorbidades – no caso, dengue, zika e chikungunya.

A prefeitura de São Paulo afirma que fez operações na região entre os dias 24 e 28 de agosto e que tem aplicado inseticida no bairro. Porém, os moradores relatam que até agora a medida não surtiu efeito e o número de pernilongos continua muito alto.

“Esse deve ser um problema tratado como prioritário pela prefeitura, que deve se esforçar muito mais para controlar a situação. Essa infestação de pernilongos gera aumento do número de casos de dengue, zika e outras doenças. Isso no meio da pandemia da covid-19, que é uma doença que se agrava em quem tem alguma comorbidade”, alerta Daniela Cerri Seibel, presidente da associação de moradores de bairro AME Jardins.

A associação já protocolou ofícios pedindo a solução do problema para subprefeitura de Pinheiros, para Secretaria de Estado da Saúde, para Secretaria Municipal de Saúde e para Secretaria de Estado da Infraestrutura e Meio-Ambiente. Agora, irá protocolar um pedido para a Empresa Metropolitana de Águas.

Política de Privacidade

Contato

Av. Nove de Julho, 3786 - Jardim Paulista, São Paulo - SP, 01406-000, Brasil

AVATAR PV NEGATIVO.png

PV Nacional: www.pv.org.br